Voltar ao site

Nota de pesar pela morte do companheiro Clóves de Castro

Fundador do PT, preso político da ditadura, Clóves deixa legado de luta e solidariedade

· Últimos artigos,PSOL

A Insurgência, corrente do PSOL e seção da IV Internacional, manifesta profundo pesar e consternação pelo falecimento de Clóves de Castro. Histórico militante, ex-metalúrgico e servidor público, integrou as fileiras do PCB e da ALN. Sobrevivente das torturas promovidas pelo Estado brasileiro durante a ditadura empresarial-militar - quando foi um dos sequestrados pela Oban (Operação Bandeirante) e preso por dois anos no antigo Departamento de Ordem Política e Social (Dops), Clóves foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores - onde militou até o fim de sua vida - e atuou na valorosa Oposição Metalúrgica de São Paulo, no final dos anos 1970 e durante os 1980.

A militância partidária de toda a esquerda paulistana e das lutas sociais em São Paulo aprendeu muito em animadas conversas com Seu Clóves sobre o que foi o regime dos quartéis, a luta antirracista e o amor libertador pelos livros. A seu filho, Tiago Castro, que integrou por anos as fileiras da nossa organização e segue sendo considerado por nós um camarada, e a toda a família, companheiros de militância e amigos de Seu Clóves, manifestamos nossas condolências.

Num dia em que a esquerda comemora um importante avanço contra o bolsonarismo e o projeto tucano na capital paulista - que certamente seria comemorado também pelo velho Clóves - a notícia de sua perda entristece a todos nós. Mas queremos dedicar também a Clóves o avanço que tivemos hoje e a jornada que faremos juntos, toda a esquerda paulistana, nos próximos 15 dias. Perdemos um dos imprescindíveis, mas dedicamos a ele cada dia das nossas próximas lutas. Até a vitória!

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK